28 de jul de 2010

DICAS DE MICROONDAS III


Posicionamento

Seu microondas pode ser instalado em sua cozinha, sala íntima ou qualquer outro local de sua casa.

Deve ser instalado em lugar bem ventilado e em superfície sólida.
O Forno micro-ondas deve ser instalado sobre uma superfície horizontal, com dimensões igual ou maior que seu tamanho.

Localização

Não instale o Forno microondas em lugar úmido ou quente. Para um bom desempenho, deve-se ter uma boa circulação de ar ao seu redor.

Nunca coloque o forno sobre fogão a gás ou elétrico.

Deixe fora do alcance dos raios solares ou fontes de irradiação de calor (fogão, estufa,etc.) e da umidade.

Longe de aparelhos de tv ou rádio, que podem gerar interferência.

Ventilação

É importante a livre circulação de ar à sua volta. As aberturas de ventilação não devem ser obstruídas.

No caso de embutir o aparelho, respeite as distâncias de 10cm, para ventilação, nas laterais, parte de cima e no fundo.

Vazamento ou fuga em seu microondas
 
É preciso fazer um pequeno teste mensalmente para verificar se ele está com problema de vazamento de radiação, o que pode causar problemas como catarata.


O procedimento é simples: coloque meio copo de água no forno e duas maçãs (ou tomates) do lado de fora, uma sobre o aparelho, e outra na frente da porta.

Ligue-o por três minutos. Depois, corte as maçãs ao meio. Se algum ponto das frutas estiver cozido, é sinal de que há vazamento. Leve o forno correndo para a assistência técnica!

Este teste caseiro é sujeito a falhas.

O site da anatel informa que um forno de microondas em bom estado é seguro e não apresenta vazamentos de radiação.
Entretanto, após um reparo é sempre conveniente verificar a possibilidade. Assistências técnicas qualificadas possuem equipamento específico para detectar vazamentos.

Teste de segurança do recipiente para o uso em Forno MicroondasColoque um copo refratário com água no forno Microondas, ao lado do recipiente a ser testado; aqueça um minuto em Potência Alta.

Se o recipiente for seguro para o uso em Microondas, este deve permanecer frio e a água deve estar quente.
Se o recipiente estiver quente, este absorveu alguma energia de microondas e não deve ser usado.

Este teste não pode ser usado para recipientes plásticos.

fonte:Walita

Problemas

* O forno não liga

O fusível ou disjuntor do quadro de entrada de energia, podem estar queimados ou desarmados.
Tomada com defeito ou mau contato.
Falta de energia na rua
Plugue desligado da tomada
A porta esta aberta

* O painel de controle está aceso mas o forno não funciona.

Verifique se a porta está bem fechada.
Se o tempo de cozimento foi programado.
Se a tecla Liga foi acionada.
Se o forno foi programado com antecedência.
Se o código de segurança foi acionado


* Cozimento incompleto

Verifique se foi selecionada a potência adequada.
Se a programação do tempo está correta (suficiente).
Se o alimento foi colocado na posição correta.
Se o alimento foi acondicionado no utensílio correto.
Se a tensão da rede de alimentação estiver momentaneamente inferior .
Se a quantidade de alimento preparada é superior à capacidade do forno (ou do prato giratório).
Se os alimentos estão mal distribuídos no interior do forno.
Se as saídas de ar estão obstruídas.
O alimento não estava totalmente descongelado.


* Faíscamento

Verifique se o utensílio utilizado é metálico ou tem frisos de metal.
Se o papel alumínio que cobre o alimento está encostando na parede do forno.
Se o alimento está embalado em papel reciclável.
Forno ligado vazio
Uso de utensilios inadequados

* Ocorrências consideradas normais

Condensação de vapor na porta e no interior do forno, especialmente em regiões de clima frio ou úmido.
Vapores saindo pelas laterais da porta ou pelas aberturas de ventilação (saídas de ar).
Ruídos de magnetron, quando o aparelho está ligado em outra potência que não seja a Alta (10)(Brastemp).
Interferência de rádio ou tv se um destes aparelhos estiver instalado na mesma tomada do forno.
Estalos durante o cozimento.

* Interferencia

O funcionamento do microondas pode interferir no sinal do seu rádio, TV ou equipamento similar.
Quando isto ocorrer, você poderá minimizar o problema tomando as seguintes medidas:

- Ligue o microondas a uma tomada diferente.
- Mude o forno de lugar.
- Mude o rádio ou a TV de lugar, ligando-os a outra tomada.
- Reoriente a antena de rádio ou TV .

DICAS DE MICROONDAS II



O papel alumínio

Muito indicado para proteger certas áreas do cozimento que já estão no ponto certo, impedindo assim seu ressecamento. Mas é preciso muito cuidado para não deixar o papel alumínio encostar nas paredes internas do gabinete.

Quando é o caso provoca faiscamento e poderá causar danos ao seu microondas.
As microondas refletem-se no metal.
Esta é a razão do alimento não aquecer quando está em utensílios metálicos.

Removendo odores

I - Junte 1 xícara (chá) de água e 2 fatias de limão em uma jarra refratária.
Aqueça por 2 minutos, Potência Alta.
Retire a jarra de dentro do forno e limpe-o com um pano macio.

II - Para retirar qualquer odor do microondas, limpe o interior dele com um pano embebido numa solução de bicarbonato de sódio e água morna.


III - Colocar uma tigela com água e algumas folhas de louro, ligue na potencia alta e deixe ferver.

Fervido, desligue o microondas e deixe a tigela descansar no interior do microondas por 10 minutos

Mais Dicas

Alimentos com pele, casca ou membranas, como linguiça, pimentão, tomate, batata etc., devem ser perfurados com um garfo antes de irem ao forno, porque poderão explodir.

Alimentos próprios para bebês e mamadeiras devem ser agitados e a temperatura testada antes de serem servidos às crianças.

Quando se coloca sal, café instantâneo, chá, etc., na água fervente ou próxima ao ponto de ebulição, ocorre uma nova "ebulição" repentina. Isto é perfeitamente normal, mas devem ser tomados cuidados para evitar trasbordamento de líquidos.
Ovos devem sempre ser cozidos sem a casca e com a gema furada.
Ovos já cozidos, mesmo sem casca, devem ser cortados para serem reaquecidos, pois podem explodir.
Alimentos com pouca umidade, como pão, não devem ficar muito tempo dentro do forno, pois poderão inflamar-se.
Descongele completamente a carne de porco antes de cozinhá-la.
Não use o forno para frituras, pois é impossível controlar a temperatura .
Parafina e velas são transparentes às microondas geradas no interior do forno, portanto não derretem.

Dicas e sugestões
 
 A correta utilização do forno de microondas consiste na combinação de tempo e potência de cozimento, o que é equivalente à chama baixa, média e alta do forno convencional.


A média de consumo de energia dos fornos microondas é de 1.400 watts por hora (1.4kw/h).
Alimentos porosos, como maçã ou carne moída, levam menos tempo para cozinhar do que os alimentos densos, como batata ou carne em pedaço.
Ao limpar a cavidade do seu forno microondas com pano ou esponja macia umedecidos e com sabão neutro ou detergente normal de cozinha, evite a entrada de espuma nas aberturas de circulação.

Remova completamente qualquer resíduo de sabão ou detergente e seque completamente a cavidade.
Ao limpar as superfícies da porta e do forno use apenas sabão ou detergentes neutros, não abrasivos, diluídos em água.

Devem ser aplicados com esponja ou um pano macio, apenas umedecidos.

Ao limpar o seu forno retire os acessórios da cavidade (prato giratório, anel do prato, grelha, e outros) e lave-os normalmente com esponja e detergente de cozinha. Caso o prato giratório apresentar resíduos mais difíceis de limpar use uma esponja abrasiva com saponáceo líquido com detergente e esfregue o local até que a sujeira seja totalmente removida.

Enxágue muito bem todas as peças e seque-as antes de recolocá-las no forno.
Após preparar um alimento que respingou muita gordura procure não utilizar os modos Crisp ou Dourar sem uma prévia limpeza.

Como nestes modos de cozimento o forno se aquece, em geral ocorre queima da gordura nas paredes internas do forno, o que dificulta muito a limpeza posterior.

As embalagens originais de leite não são adequadas para ir ao microondas.
Os saquinhos plásticos derretem com o calor e as caixinhas podem pegar fogo.

Use sempre recipientes refratários para o aquecimento do leite.
As gorduras derivadas dos alimentos provocam lentamente o desgaste da tinta dentro do forno de microondas, o que trás problemas posteriores. Isto pode ser evitado com a limpeza periódica do microondas.

As tampas e o filme plástico retém o calor que pode deixar encharcados alimentos como pães e bolos.

Cubra esse tipo de alimento com papel manteiga (ou papel toalha), que conservam o calor sem reter a umidade.
Com o forno de microondas é possível descongelar muito rapidamente os alimentos, mantendo intactos seus nutrientes.
O tempo de descongelamento depende da qualidade e do peso do alimento.
Como o forno de microondas não produz calor, não o emite para o ambiente externo, portanto não aquece a cozinha (o que é muito desagradável, principalmente no verão).

Cozinhar em microondas apresenta vantagens dietéticas que devem ser levadas em conta especialmente por quem tem problemas de saúde ou para manter a linha. Alimentos que normalmente são fritos podem passar a ser cozidos no forno de microondas, com ótimos resultados, sem usar gordura, o que permite uma considerável redução de calorias.

É uma ocorrência normal aquecimento da parte externa do forno (principalmente a parte de cima), durante e após o uso da função Grill (dourar).
Evite as fontes de calor ou vapor gerado por outros aparelhos.

Não coloque seu microondas perto do fogão convencional, forno de parede, refrigerador ou freezer.
Evite o acúmulo de detritos no batente do forno ou na superfície das travas de segurança para não prejudicar a vedação do forno.

Evite utilizar recipientes de plástico no microondas para preparar alimentos com alto teor de gordura ou de açúcar, pois podem derreter ou quebrar. Para outros tipos de alimentos, utilize os recipientes plásticos que trazem na embalagem a indicação de que podem ser usados no microondas.
Ferva líquidos com cuidado, a água ou leite em microondas podem derramar facilmente se não houver atenção.

Para ferver uma xícara de líquido, coloque-o em um recipiente no mínimo duas vezes maior.
Leve na potência alta por 2 a 3 minutos e mexa com uma colher durante o aquecimento uma ou duas vezes.
Instale seu microondas longe de aparelhos de TV ou rádio, que podem sofrer interferência do microondas.
Leia a embalagem de sacos plásticos para cozimento para ter certeza de que são próprios para microondas.

Ao utilizá-los, faça um pequeno corte para permitir que o vapor escape.

Muitos alimentos, principalmente quando cobertos, continuam a cozinhar por algum tempo depois de retirados de forno de microondas.
Não coloque no forno de microondas garrafas ou vidros fechados, porque a pressão do vapor que se forma no interior deles pode fazê-los estourar.
Não cubra nem bloqueie qualquer das aberturas de ventilação do forno. Não coloque toalhinhas ou enfeites sobre o microondas.
Não faça frituras no microondas porque não há possibilidade de controlar a temperatura de aquecimento do óleo.
Não use o interior do forno para armazenar. Não deixe papéis, utensílios de cozinha ou comida dentro do forno quando este não estiver ligado.



Não utilize papel toalha fabricado com papel reciclado no microondas pois contém impurezas.


Escolha sempre papel toalha branco, fabricado com fibras naturais e evite os coloridos e decorados.
Não utilize recipientes de papel ou papelão para cozinhar, mas apenas para aquecer alimentos, e evite papéis estampados ou reciclados.


Nunca ligue o forno com a finalidade de secar objetos. O forno foi desenvolvido com a exclusividade de cozinhar alimentos.


Nunca ligue o seu microondas vazio. Quando isso acontece, as ondas não tem para onde ir.
Dessa forma, elas tendem a escapar ou a voltar para o guia de ondas, atingindo assim o magnetron (válvula do microondas) e podem danifica-lo.


Nunca utilize o forno ao ar livre, nem próximo a água (por exemplo, sobre a pia da cozinha, em lugares úmidos ou molhados, etc.)
Nunca utilize utensílios metálicos ou com decoração metálica no microondas. O metal reflete as microondas impedindo sua passagem.
Assim, um alimento envolvido por metal não vai cozinhar e o mais grave é que os utensílios com decoração metálica podem provocar faiscamento e até fogo, podendo ser causa de danos no microondas.


O filme plástico pode ser usado para cobrir recipientes que não tenham tampa apropriada.


Faça com que ele não toque no alimento e deixe uma abertura em um dos cantos.
Retire o filme plático cuidadosamente para evitar que o vapor cause queimaduras.


O forno de microondas difere do forno convencional porque neste o calor alcança o centro do alimento vagarosamente, de fora para dentro. No microondas a energia é absorvida pelo alimento. Essa energia agita as moléculas, produzindo calor dentro do alimento rapidamente.


O forno de microondas torna-se um excelente meio de preparar refeições leves, saudáveis e com poucas calorias, pois a quantidade de óleo e gordura pode ser muito reduzida ou até dispensada.


O microondas deve ser bem limpo após o uso ou periodicamente, a fim de evitar que as gorduras derivadas dos alimentos fiquem depositadas nas paredes do forno.


O microondas é um aparelho de uso exclusivo para preparo de alimentos.
Não o utilize para outros fins como secar roupas, nem para fins industriais ou laboratoriais.
O papel toalha serve para envolver ou cobrir alguns alimentos e absorver a gordura durante o cozimento.


O seu forno deve estar sempre em uma superfície firme e plana, como um balcão de cozinha ou um suporte para forno microondas.
O tempo de cozimento varia de acordo com o tipo de alimento. As microondas não são absorvidas por todos os alimentos de modo igual.
Para um alimento compacto (um pedaço de carne, por exemplo) será preciso um tempo maior do que para um alimento poroso ou que contenha muita água.


Os alimentos úmidos cozinham mais rapidamente que os secos.
Os pedaços pequenos cozinham mais rapidamente que os grandes.


Para um cozimento mais uniforme, corte o alimento em tamanhos e formas semelhantes e distribua os pedaços a partir das bordas do recipiente, procurando deixar o centro vazio.


Para obter o máximo de rendimento do seu microondas deixe sempre a saída de ar desobstruída. Isto impedirá o super aquecimento dos componentes do microondas.


Para reduzir o risco de faíscamento dentro da cavidade do forno remova os prendedores de arame dos sacos plásticos próprios para cozimento de alimentos, antes de coloca-los no forno.


Para saber se um recipiente é seguro para ser usado em microondas, encha um copo de vidro com capacidade de duas xícaras com uma xícara de água e coloque-o no forno próximo ao recipiente a ser testado. Aqueça por um minuto em potência alta.
Se a água estiver quente e o recipiente frio, ele pode ser usado no microondas. Se a água estiver fria e o recipiente quente, não o utilize.
Pode ocorrer condensação de vapor no interior do microondas, o que é absolutamente normal. Isto ocorre porque os alimentos em geral possuem grande quantidade de água que durante o cozimento evapora e fica contida na cavidade do forno.


Pode ocorrer também condensação de água na porta do microondas.


Procure evitar que a cavidade do forno fique muito suja.
Para isto cubra os alimentos sempre que possível, especialmente bacon, carne e aves que respingam muita gordura e molhos, principalmente os de tomate. Para cobrir use as tampas dos utensílios, pratos invertidos, papel toalha, papel manteiga, tampas plásticas próprias para microondas e também saquinhos especiais para assar próprios para microondas.
Quando cozinhar alimentos que gerem um aquecimento muito grande utilize um recipiente refratário sobre o prato giratório do microondas.


O alimento muito aquecido direto no prato giratório pode ocasionar a quebra do mesmo.
Quando for fazer pipoca utilize apenas embalagens próprias para o forno microondas e prepare apenas um pacote de cada vez.
Quanto menor a quantidade de alimento, menor será o tempo de cozimento.
Recipientes de plástico só podem ser utilizados se especialmente recomendados para microondas.


Retire das embalagens os lacres de metal e os cobertos de plástico ou de papel.
Ruídos ou estalos são perfeitamente normais quando se trabalha no microondas fora da potência alta (100%).


Esse clic acontece quando está havendo uma mudança da intensidade de aquecimento.
Se o forno estiver com falhas na pintura interna, jamais retoque com tintas de uso geral pois estas são tóxicas e nocivas.
Procure a assistência técnica e só utilize tinta correta.


Segundo comprovação da Organização Mundial de Saúde, os alimentos preparados em fornos de microondas não causam nenhum mal à saúde. Os fornos de microondas são perfeitamente seguros e construídos para uso doméstico.


Todo alimento que contenha uma película ou membrana deve ser furado para que o vapor possa sair e o alimento não sofra uma explosão dentro do microondas. Isto é válido para frutas e legumes inteiros com casca, gemas e claras de ovos, salsichas e linguiças.

Transfira alguns pratos prontos congelados do freezer para a geladeira 8 horas antes de aquecê-los.


Por exemplo, uma lasanha deve descongelar gradativamente para evitar a formação excessiva de líquido, caso seja tirada do freezer e levada imediatamente para o forno microondas.


Use papel manteiga quando for recomendado que se cubra o alimento.


Use sempre luvas térmicas para retirar recipientes do forno ou ao manuseá-los.

Utensílios e recipientes usados em microondas devem deixar as microondas agirem sobre o alimento, sem absorvê-las.



O tamanho, o formato e o material dos utensílios são fatores muito importantes para um bom cozimento.


Utilize apenas recipientes próprios para microondas, dê preferência aos utensílios de forma redonda ou oval, largos e rasos, pois os alimentos cozidos em recipientes quadrados ou retangulares podem ressecar nos cantos.


Verifique que o seu microondas esteja em local fora do alcance dos raios solares ou fontes de irradiação de calor (fogão, estufa, etc.) e de umidade. Em local adequado a durabilidade do seu microondas será muito maior.


Vidro, louça e cerâmica refratários são excelentes para cozinhar no microondas.


Você pode desodorizar o forno de microondas utilizando um copo de água com uma colher (sopa) de bicarbonato de sódio.


Aqueça por 2 minutos na potência alta. Espere esfriar e retire.


Fonte: www.evelinduarte.com.br ( site muito interessante que vale a pena visitar ).








DICAS DE MICROONDAS I


Como funciona o forno microondas?

O funcionamento do forno de microondas baseia-se na agitação em “vai e vém” das moléculas polares.

As microondas são ondas electromagnéticas que oscilamcom frequências muito elevadas (cerca de 2 450 000000 vezes por segundo) e são geradas por um magnetron.
Quando estas ondas penetram no interior de materiais que contêm moléculas polares, estas oscilam em “vai e vém” sofrendo colisões e transformando em calor a energia que recebem das ondas.

Como a molécula de água é polar, tudo o que na sua constituição contiver água líquida -como a maioria dos alimentos - aquece com muita eficiência nomicroondas. Por isso os alimentos cozinham no microondas mas o prato de vidro onde se encontram pode permanecer frio ( isso só não acontece,porque o prato está em contacto térmico com os alimentos e portanto aquece à medida que os alimentos aquecem)



Cuidados

1. Desligue o Forno antes de limpá-lo.

2. Mantenha o interior do Forno limpo.

Quando restos de comida ou pingos se aderem às paredes do Forno, esfregue com um pano úmido. Detergente pode ser usado se o Forno estiver muito sujo. O uso de detergentes abrasivos não é recomendado.

3. A superfície externa do Forno deve ser limpa com um pano úmido.

Para prevenir que as partes internas do Forno não sejam danificadas, não deixe respingar água nos bocais de ventilação.

4. Se o painel de controle estiver úmido, limpe com um pano seco e macio. Não use detergentes abrasivos no painel de controle.

Quando estiver limpando o painel de controle, mantenha a porta aberta para evitar que o Forno ligue acidentalmente. Depois de limpo, pressione a tecla Desligar/Cancelar, para anular o visor.

5. Caso o vapor se acumule no interior ou em torno da porta do Forno, esfregue com um pano macio.

Durante o cozimento, o vapor se desprende do alimento. A maior parte do vapor é retirado do Forno pelo ar que circula em seu interior. Mas, parte do vapor se condensará nas superfícies mais frias, como a porta do Forno.
Isto pode ocorrer também, quando o microondas é acionado sob condição de alta umidade. Isto é normal.

6. Ocasionalmente é necessário remover o Prato Giratório para lavar. Lave o Prato Giratório com água morna e sabão, ou em máquina de lavar pratos.


7. O anel e a cavidade da base do Forno devem ser limpas regularmente, para evitar ruídos excessivos.

Esfregue a superfície inferior do Forno com detergente suave ou limpador de vidros e seque.
O anel deve ser lavado com detergente suave ou em máquina de lavar pratos.
Vapores de cozimento se acumulam durante o uso repetido do Forno, mas não afetam a superfície inferior do anel. Quando remover o anel da cavidade da base do Forno para limpeza, tenha certeza de recolocá-lo na posição correta.

8. Não leve qualquer de seus componentes ao Forno ou fogão convencional (gás ou elétrico).


9. Nunca utilize a base antiaderente sem o suporte da base (plástico). Coloque-os sempre sobre o Prato Giratório.

10. Centralize o Prato no Prato Giratório. Não deixe encostar nas paredes do Forno Microondas.


Usando o Microondas com segurança-

Não guarde sacos plásticos de qualquer espécie ou outros utensílios dentro do microondas.

- Não o utilize para secar roupas.
- Ao tampar recipientes, deixe sempre uma pequena abertura para sair o vapor. Embalagens totalmente fechadas podem explodir.
- Não pré-aqueça ou ligue o microondas "vazio ".
- Não use o forno se a dobradiça, o trinco, ou a vedação da porta estiver danificada não fechando corretamente.
- Não tente ligar o aparelho com a porta aberta.
- Mantenha o cabo de força longe de superfícies quentes e evite pendurá-lo sobre a borda da mesa ou do balcão.
- Remova os prendedores de arame dos sacos plásticos próprios para cozimento de alimentos, antes de colocá-los no forno.
- Se os materiais dentro do forno inflamarem (pegarem fogo), mantenha a porta do forno fechada, retire o fio da tomada , desligue o fusível ou a caixa geral de força.

As microondas podem sair pela janela da porta?
 
Nós vemos o prato dentro do microondas porque a luz(radiação electromagnética) atravessa a janela. Será quehá perigo das microondas também poderem sair por essamesma janela?

A resposta é negativa.

Se olharmos mais atentamente para a janela do microondas notamos que elase encontra completamente coberta por uma rede metálica repleta de pequenos buracos.

As ondas electromagnéticaspenetram pouco dentro dos condutores eléctricos. E se oscondutores forem constituídos por uma malha de orifícios só a radiação com comprimentos de onda muito inferiores às dimensões dos orifícios é que conseguem penetrar. É esta a diferença !.

As microondas têm comprimentos deonda da ordem do centímetro e por isso não atravessam a rede metálica que cobre toda a janela; pelo contrário a luz com comprimentos de onda cerca de dez a cem mil vezes mais pequenos passa sem dificuldade pela dita rede, vemos por isso os alimentos aquecer.

Nunca ligar o microondas sem colocar no seu interior água.Não necessariamente um copo de água. Basta a água que se encontra presente nos alimentos. Mas não deve ligar o microondas, por exemplo, só com umprato vazio no seu interio

As microondas são geradas num magnetron. Essas ondas electromagnéticas seguem por um guia de ondas até ao interior do forno. Caso não exista qualquer alimento no seu interior que dissipe essa energia, pode aumentar até a um nível que faça com que as ondas electromagnéticas seja reflectidas de volta para o magnetron podendo avariá-lo.


Porque é difícil cozinhar "Ao Sal" no microondas?

Quando se cobre completamente com sal de cozinhas um alimento para o confeccionar "ao sal", a crosta de salque se forma é em geral boa condutora eléctrica.

Forma com isso um escudo que dificulta a penetração das microondas: o peixe irá cozinhar mais lentamente.
É como se colocássemos um alimento embrulhado em papelde alumínio como na receita da batata; o sal funciona como uma gaiola electricamente isolante (gaiola deFaraday).

Cuidado ao aquecer líquidos em recipientes muito lisos
Quando se aquecem líquidos no microondas em recipientes muito lisos, por exemplo de vidro de elevada qualidade, pode dar-se um fenómeno de sobreaquecimento.

Quando aquecemos água àpressão atmosférica, a temperatura não sobe acima dos 100 ºC, porque a essa temperatura apressão de vapor da água é igual à pressão atmosférica e podem formar-se bolhas de vapor que vão libertando o calor fornecido.

No entanto em recipientes polidos no microondas pode não existir o "motor de ignição" que origina o aparecimento das primeiras bolhas de vapor.Nesse caso a água pode aquecer demasiado sem ferver.

Este processo é perigoso - só falta a faísca para se dar a explosão - que em geral é desarmada pelo retirar do recipiente do microondas ou pela introdução do saco de chá na água: nesse momento a água ferve toda de uma vez com tal violência que em geral sai toda do recipiente podendo provocar graves queimaduras.

FuncionamentoNum forno de microondas não há calor interno no aparelho.

As microondas, atingirão o alimento por todos os lados e por cima, penetrando-o até uma profundidade que varia de 2 a 4 cm, variando conforme a consistência do alimento.

O centro do alimento será cozido por transferência do calor , que passará da parte externa para a interna.
As microondas passam através do vidro, porcelana, cerâmica, papel e plástico, não afetando estes materiais.



Otimização

É muito importante sempre cobrirmos os alimentos quando aquecermos a comida, não importando se é no forno comum ou num microondas .
Fazendo isto, a umidade e o frescor dos alimentos serão mantidos e haverá economia de energia ou gás pela diminuição do tempo de cozimento.


Colocação dos alimentos

Quando colocar alimentos em um prato, arranje-os nas bordas do prato deixando um espaço entre os pedaços.
Não coloque um por cima do outro. Quando possível, arranje os alimentos em forma de círculo


Cobrim

Assim como na cozinha convencional, a umidade dos alimentos tende a evaporar-se durante o cozimento por microondas.

Para evitar isso, podem ser utilizados diferentes tipos de tampas como: de vidro, pratos, papel impermeável, plásticos especiais, papel toalha e outros.

Quando usar plástico aderente, deixe uma abertura para a saída do excesso de vapor e se o plástico não for especial para Forno Microondas não deixe que ele encoste no alimento.

Furar

Alimentos com membranas ou peles devem ser furados quando forem cozidos inteiros no Forno Microondas, possibilitando assim a saída do vapor e evitando o rompimento da membrana, o que poderia estourar os alimentos.
Perfure a gema e a clara do ovo com um palito, fure com garfo a casca de batatas e outros vegetais inteiros; descasque uma tira de maçã, inteira; fure com garfo, salsichas, linguiças, etc.

Fonte:Walita







25 de jul de 2010

BOLO DE FUBÁ COM LEITE DE COCO


Esta receita não é novidade aqui no blog, mas é que hoje estou muito contente, pois consegui comprar uma máquina de fotografar digital, me sentia incomodada de colocar fotos não muito boas, ainda não tenho toda aquela produção, na falta de experiêcia no assunto eu dei prioridade para mostrar o alimento com todos os seus detalhes, quero que você sinta o alimento como se estivesse aí.., bom... o cheiro, ainda não temos como saber, mas quando olho em outros blogs, fotos maravilhosas fico babando só de ver e até imagino o gosto. É isso que espero que todos sintam quando olhar minhas imagens. Tomara que tenha agradado. Não sou nenhuma expert no assunto, mas foi feita de coração e nada como uma receita muito querida para estrear essa nova fase do blog . Bjinhos para todas.

  • 1 xícara de fubá
  • 1 xícara de farinha de trigo
  • 1 e 1/2 x de açúcar
  • 1 xícara de leite
  • 1 vidro pq de leite de coco
  • 2 ovos
  • 1 xícara de óleo
  • 3 colheres de margarina
  • 1 colher (café) sal
  • 100 gr coco ralado
  • 1 colher sopa fermento em pó



Preparo:

Ligue o forno e unte a forma (não ponha farinha, somente a manteiga ou óleo) aprendi em outros blog que se a gente untar somente com margarina, o bolo não cria aquele volume central, ele sobe todo por igual, já testei e realmente dá certo, agora só passo a margarina ou óleo.

Bata todos os ingredientes no liquificador sendo que por último o fermento. É bem facil né?
Ponha em um  tabuleiro ou forma com furo no meio.



23 de jul de 2010

GELADO DE FRUTAS VERMELHAS

Ingredientes

  • 2 xícaras (chá) de frutas vermelhas picadas (morango, amora, framboesa)
  • Suco de 1 limão
  •  1 lata de leite condensado
  • 2 xícaras (chá) de chantilly
  • 1 colher (sopa) de gelatina em pó sem sabor
  • 1 pacote de rosquinhas ao leite
  •  50g de margarina

Em uma tigela misture as frutas, o suco de limão, o leite condensado, o chantilly e a gelatina hidratada e preparada de acordo com as instruções da embalagem. Coloque em uma forma de bolo inglês forrada com filme plástico, deixando 5cm  de borda nas laterais. No liquidificador, triture as rosquinhas de leite e misture a margarina, formando uma farofa bem úmida. Distribua sobre o preparado, feche com a sobra do filme plástico e pressione levemente para a massa de biscoito aderir ao creme. Leve ao freezer no mínimo 6 horas. Desenforme na hora de servir, regue com leite condensado e decore a gosto.
Dica: Cuidado na hora de desenformar para a farofa de biscoitos não soltar.

Fonte: AnaMaria

 

PAVÊ DE CHOCOLATE BRANCO

 Ingredientes

  • 500 g de chocolate branco
  • 1 lata de leite condensado 
  • 5 colheres (sopa) de amido de milho
  • 2 xícaras (chá) de leite 
  • 1 lata de creme de leite
  • 1 pacote de biscoito champanhe

Raspas de chocolate para decorar 
Derreta o chocolate em banho-maria. Em seguida, em uma panela, ponha o leite condensado, o amido de milho diluído em uma xícara (chá) de leite e leve ao fogo brando, mexendo sempre até engrossar. Desligue o fogo e misture rapidamente o chocolate derretido. Acrescente o creme de leite e misture bem. Em um refratário ou uma forma de fundo removível, distribua uma camada de biscoito umedecido no leite restante e uma camada de creme. Intercale as camadas até o fim dos ingredientes. Leve à geladeira no mínimo por uma hora. Decore com raspas de chocolate branco antes de servir.

Dica:
Derreta o chocolate em banho-maria. Em seguida, em uma panela, ponha o leite condensado, o amido de milho diluído em uma xícara (chá) de leite e leve ao fogo brando, mexendo sempre até engrossar. Desligue o fogo e misture rapidamente o chocolate derretido. Acrescente o creme de leite e misture bem. Em um refratário ou uma forma de fundo removível, distribua uma camada de biscoito umedecido no leite restante e uma camada de creme. Intercale as camadas até o fim dos ingredientes. Leve à geladeira no mínimo por uma hora. Decore com raspas de chocolate b
ranco antes de servir.

Gosto meu: Colocaria intercalado entre o biscoito e o creme, um chantily puro, só para dar mais levesa e suavisar o doce. Maravilhoso!!!

Fote: MdeMulher

21 de jul de 2010

GELADO SONHO DE VALSA


  • 1 litro de sorvete sabor creme
  • 12 bombons sonho de valsa
  • 300 g de chocolate picado
  • 1 lata de creme de leit
  • 2 claras batidas em neve

Retire o sorvete do freezer 15 minutos antes do preparo da receita. Pique os bombons. Derreta o chocolate em banho-maria ou no microondas. Misture o creme de leite e incorpore delicadamente as claras em neve.

Em um refratário ou em taças individuais, coloque o sorvete, por cima a musse de chocolate e por último os bombons picados. Cubra com filme plástico e leve ao freezer no mínimo 4 horas antes de servir.

Dica: Varie o sabor do sorvete: chocolate, flocos, morango…

20 de jul de 2010

BARRINHAS DE CHOCOLATE

Esta barrinha de cereal ,receita e imagem pertence ao delícioso blog que descobri nas minhas andanças, e minha homenagem de hoje vai para o blog  fortheloveofcooking.net

Ingredientes
  • 3 xícaras de aveia
  • 1 xícara de coco ralado
  • 1 xícara de nozes trituradas
  • 1 colher de café de essência de baunilha
  • 1/2 xícara de açúcar
  • 1 xícara de manteiga derretida
  • 3/4 xícara de manteiga de amendoim
  • 200 gr de chocolate meio amargo picado
Preparo

Misture os seis primeiros ingredientes e coloque em uma assadeira precionando com uma colher, leve ao forno até dourar levemente +- 15 minutos.
Leve ao fogo para derreter o chocolate e a manteiga de amendoim, despeje esta mistura por cima do preparado anterior e deixe esfriar e corte em barrinhas.

18 de jul de 2010

COMBINAÇÃO DE FRUTAS PARA UM COCKTAIL PERFEITO


A fruta, em sumo ou ao natural e preferencialmente da melhor qualidade, sempre foi um dos principais ingredientes dos mais coloridos e refrescantes cocktails. Mas como combinar a fruta e com quê para produzir um excelente cocktail?
Seja para criar novas bebidas ou aperfeiçoar velhas receitas, saiba quais as frutas que pode ou não combinar e com quê no seu próximo cocktail.




  • Airela-vermelha – combina bem com maçã, pêra, manga, cítricos, canela, chocolate e hortelã.
  • Ameixa – combina bem com cítricos, amêndoa, avelã, castanhas, pimenta preta, canela, baunilha, mel e Vinho do Porto.
  • Amêndoa – combina bem com maçã, damasco, banana, laranja, pêssego, cereja, pêra, ameixa, figo, mel, caramelo e café.
  • Amora silvestre – combina bem com damasco, cítricos, pêssego, ameixa, outros frutos silvestres, limão, pimenta preta, avelã, canela, champanhe e vinho do Porto.
  • Ananás – combina bem com frutos tropicais, coco, noz de macadâmia, caramelo, manjericão, alecrim e rum.
  • Banana – combina bem com cereja, manga, papaia, avelã, gengibre, canela, caramelo, chocolate, café, mel, melaço, vinho, rum, brandy.
  • Castanhas – combinam bem com maçã, pêra, caramelo, baunilha, chocolate e café.
  • Cerejas – combina bem com damasco, nectarina, pêssego, ameixa, cítricos, baunilha, chocolate, pimenta preta e Vinho do Porto.
  • Coco – combina bem com banana, cítricos, ananás e outros frutos tropicais, noz brasileira, erva-limão, caramelo, baunilha e chocolate.
  • Damasco – combina bem com laranja, pêssego, ameixa, amêndoa, avelã, mel, caramelo, baunilha, pimenta preta, cardomomo, gengibre e vinho.
  • Feijoa (goiaba-ananás) – combina bem com banana, manga, frutos vermelhos/silvestres, cítricos, canela e baunilha.
  • Figo – combina bem com pêra, cítricos, amêndoa, avelã, pimenta preta, canela, baunilha e Vinho do Porto.
  • Framboesas – combinam bem com damasco, cítricos, nectarina, pêssego, ameixa, frutos vermelhos/silvestres, limão, ruibarbo, tomilho, gengibre, canela e baunilha.
  • Goiaba – combina bem com cítricos, frutos tropicais, morangos e coco.
  • Groselha (preta e vermelha) – combina bem com cítricos, cassis, chocolate, rum, gin e Vinho do Porto.
  • Groselha verde – combina bem com cítricos, outros frutos silvestres, avelã, mel e chocolate branco.
  • Kiwi – combina bem com maçã, banana, cerejas, frutos vermelhos/silvestres, manga, cítricos, frutos tropicais e coco.
  • Laranja – combina bem com cerejas, figo, uvas, frutos vermelhos/silvestres, ananás, noz-moscada, amêndoa, avelã, gengibre, manjericão, menta, baunilha, chocolate, canela, café e brandy
  • Lichia – combina bem com cítricos, groselha verde, frutos tropicais, baunilha e gengibre.
  • Lima – combina bem com gengibre, maçã, frutos vermelhos/silvestres, cerejas, morangos, ameixa, papaia e outros frutos tropicais.
  • Limão – combina bem com damasco, frutos vermelhos/silvestres, cerejas, cítricos, nectarina, pêssego, ameixa, pêra, frutos tropicais, pimenta preta, cardamomo e gengibre.
  • Maçã – combina bem com airela-vermelha, groselha-negra, manga, cardomomo, gengibre, alecrim, castanhas, avelã, noz, canela, caramelo e ácer.
  • Manga – combina bem com banana, maçã, frutos vermelhos/silvestres, cítricos, melão, coco, frutos tropicais, caramelo e baunilha.
  • Melão – combina bem com frutos vermelhos/silvestres, cítricos, limão e champanhe.
  • Mirtilo – combina bem com outros frutos silvestres, cítricos, manga, figo, limão, cardomomo, gengibre, avelã e lavanda.
  • Morangos – combinam bem com maçã, cítricos, ruibarbo, coentros, pimenta preta, hortelã, chocolate e baunilha.
  • Papaia – combina bem com frutos tropicais, cítricos, lima, manga e pimenta preta.
  • Pêra – combina bem com maçã, cítricos, gengibre, avelã, amêndoa, castanhas, noz, canela, chocolate, baunilha, caramelo e Vinho do Porto.
  • Romã – combina bem com maçã, cítricos, frutos tropicais, pepino e hortelã.
  • Sabugeiro – combina bem com damasco, pêssego, ameixa, tangerina, outros frutos silvestres, limão, figo e mel.
  • Tangerina – combina bem com figo, cerejas, frutos tropicais, anis estrelado, cardomomo, gengibre, noz-moscada, canela, chocolate, baunilha e café.
  • Toranja – combina bem com cítricos, frutos tropicais, baunilha, caramelo, menta, alecrim, tomilho, manjericão e pimenta preta.
  • Uvas – combinam bem com cítricos, gengibre, uvas passas, chocolate e brandy.
Fonte : Bar Aberto

17 de jul de 2010

MUSSE NAPOLITANO, HUMMMMM


Ingredientes

-500ml de creme de leite fresco
-2 latas de leite condensado
-1 envelope de gelatina em pó incolor
-300g de chocolate ao leite picado
-200g de morango congelado ou fresco

Musse de creme:

Bata o creme de leite na batedeira até dar ponto de chantilly. Misture o leite condensado e a gelatina hidratada e dissolvida de acordo com as instruções da embalagem. Divida a mistura em três porções. Distribua uma das porções em taças individuais ou em um refratário, deixando espaço para mais duas camadas. Leve à geladeira enquanto prepara as outras etapas.

Musse de chocolate:

Derreta o chocolate em banho-maria ou no microondas e misture na segunda porção reservada. Distribua sobre a primeira camada e volte as taças à geladeira.

Musse de morango:

Bata os morangos no liquidificador e misture na terceira porção. Coloque sobre a musse de chocolate e leve à geladeira até firmar. Na hora de servir, decore com raspas de chocolate e morangos.

.Fonte revista Ana Maria

PAVÊ DIAMANTE NEGRO !!


Ingredientes

-200g de chocolate Diamante Negro
-1 lata de creme de leite sem soro
-2 claras
-2 colheres (sopa) de açúcar
-1 pacote de biscoito de leite e mel
-Licor de cacau suficiente para umedecer os biscoitos

Preparo

Derreta 150g do chocolate em banho-maria, misture o creme de leite e deixe esfriar. Reserve. Bata as claras em neve, acrescente aos poucos o açúcar e continue batendo até formar bicos firmes. Misture no creme de chocolate. Em um refratário, coloque camadas de biscoitos umedecidos no licor de cacau e camadas de creme de chocolate. Cubra com o restante do Diamante Negro picado. Leve a geladeira no mínimo 3 horas.

Dica: Se preferir umedeça os biscoitos no soro do creme de leite.

16 de jul de 2010

PÃO RECHEADO COM CHOCOLATE

Ingredientes

-1 xícara (chá) de água
-2 colheres (sopa) de açúcar
-1 tablete de fermento biológico
- 4 1/2 xícaras (chá) de farinha de trigo
-1 xícara (chá) de leite morno
-1 xícara (chá) de manteiga gelada
-Sal a gosto

Recheio:

-400 g de chocolate meio amargo cortado em pedacinhos

Para pincelar:

-2 gemas
-1 colher (chá) de água

Para polvilhar:

-2 colheres (sopa) de farinha de trigo

Preparo
Misture 1/4 de xícara de água morna com uma colher (chá) de açúcar. Espalhe por cima o fermento esmigalhado e deixe repousar até criar bolinhas. À parte, misture 4 xícaras de farinha com o sal e com o açúcar restante. Adicione a mistura de fermento, a água restante e o leite morno.
 Ponha a farinha restante, mexendo bem. Se necessário, adicione mais água. Numa superfície enfarinhada, amasse a massa até se desgrudar das mãos. Faça uma bola, ponha numa tigela untada com manteiga e deixe crescer, coberto, por uma hora.

 Coloque a manteiga numa superfície enfarinhada e polvilhe duas colheres (sopa) de farinha. Achate a manteiga e amasse até ficar maleável. Abra a massa num quadrado sobre uma superfície enfarinhada. Coloque a manteiga no centro da massa em diagonal.
Dobre os cantos da massa sobre a manteiga e aperte bem. Embrulhe a massa num filme plástico e deixe na geladeira por 30 minutos. Coloque a massa numa superfície enfarinhada e abra num retângulo.
Retire toda a farinha da superfície da massa. Dobre-a em três. Repita a operação de dobrar, girar e gelar a massa por mais duas vezes. Leve à geladeira por 6 horas.

 Retire da geladeira e trabalhe a massa mais duas vezes. Divida em tiras e depois em 16 partes.
 Coloque um pedaço de chocolate sobre a massa e a enrole. Feche, umedecendo com água.
Coloque os pães nas formas. Cubra com um pano e deixe crescer por uma hora. Pincele com a gema misturada a 1 colher (sopa) de água e asse no forno preaquecido em temperatura alta por 30 minutos ou até dourar.

Fonte site Ana Maria

OS 7 PECADOS DA ALIMENTAÇÃO



1-...Com muita frequência
2-...Em grande quantidade
3-...Muito rapidamente
4-...Com grande variedade de coisas na mesma refeição
5-...Alimentos muito cozidos,fritos ou assados
6-...Excesso de proteínas de origem animal e de matérias gordas
7-...Alimentos frescos em quantidade reduzida e que contenham o seu valor nutritivo

1- Come-se com muita frequência

Na maior parte dos casos, o simples facto do alimento ser apresentado de maneira atraente, e logo quando entra na boca, provoca no nosso organismo um fenómeno reflexo independente da nossa vontade e que faz activar os primeiros mecanismos da digestão. As glândulas salivares entram em actividade, transformando os hidratos de carbono em açucar de amido, enquanto o suco gástrico prossegue a actividade de degradação dos alimentos atravás das inúmeras glândulas do estômago, cujos músculos activam-se para os triturar antes da sua progressão no próprio aparelho digestivo.

É muito importante saber-se quanto tempo ficam no estômago os vários tipos de alimentos que ingerimos:

DE 1 A 2 HORAS - Água, Chá, Café, Cacau, Ovos, Leite....

DE 2 A 3 HORAS - Ovo cozido, Peixes, Pão, Saladas verdes, Batatas, Leite fervido....

DE 3 A 4 HORAS - Arroz, Açucar, Carne em geral.....

DE 4 A 5 HORAS - Carnes fumadas, Alimentos com muita gordura, Legumes em cru.....

DE 5 A 8 HORAS - Sardinhas, Enchidos, Carnes com grande teor de gordura....

Como podemos verificar, o processo de digestão dura períodos diversos e a lição que devemos tirar de tudo isto, é a da necessidade de nos esforçarmos por deixar um certo tempo livre para que os mecanismos do estômago possam preparar devidamente a melhor assimilação dos alimentos, pois há ainda que ter atenção toda a complexa intervenção dos sucos de natureza química, que são, ao fim e ao cabo, os principais intervenientes do processo final da digestão.

O tempo total em que os alimentos estão no organismo, ( até à sua completa eliminação ) pode durar de 21 a 26 horas e, logo de início, o sangue mobiliza-se quase na sua totalidade para cooperar na assimilação alimentar. Os glóbulos brancos controlam a chegada dos alimentos ao tubo digestivo e, por sua vez, os vermelhos asseguram o respectivo transporte, assim como do oxigénio, sendo os resíduos do metabolismo celular dirigidos para os rins, fígado, e mesmo para os pulmões, sob a forma gasosa.


2 - Come-se em grande quantidade

STOP ao excesso alimentar, cujas consequências mais visíveis é a obesidade. Hoje , na nossa sociedade, come-se não necessariamente por termos fome, mas porque são horas do pequeno almoço, almoço ou jantar...

Tudo isto parece correcto. Porém, como já várias vezes foi dito, a absorção dos alimentos tem como finalidade produzir calor e energia, que irão estimular o crescimento e activar-nos para a vida diária. Por outras palavras: a absorção dos alimentos deveria, sempre que possível, corresponder às necessidades energéticas detectadas pelo nosso organismo. Se há excesso, ele está preparado para fazer um certo armazenamento, que pode ser bastante útil, ou para eliminá-lo, se notar que ele pode ser prejudicial ao seu funcionamento.

Muito cuidado com os alimentos " atractivos " devido ao seu aspecto, tais como bolos com e sem creme, gelados etc..., que nos fazem cair num processo de obesidade, fazendo circular no organismo quantidades de matérias de alto valor nutritivo mas de inutilidade total. O fígado deveria "queimá-las" e os rins "eliminá-las" por completo. Porém , tudo é impotente perante tal avalanche de alimentos, e enquanto isto, a obesidade começa a alastrar!



3 - Come-se muito rapidamente

Aqui está um dos maiores erros e dos mais frequentes que cometemos, que vai sobrecarregar de maneira considerável os orgãos digestivos. Os alimentos devem ser completamente triturados, daí termos uma dentição apropriada para isso e constituida por dentes: incisivos,caninos e molares.

Se nos alimentarmos de forma brusca e rápida, a primeira fase natural do processo de digestão é claramente retardada, pois os hidratos de carbono são empurrados para o estômago sem que antes tenham sido "atacados" pela saliva. Tal situação vai provocar uma sobrecarga das glândulas do estômago, que, desta forma, são obrigadas a um trabalho suplementar para reduzir os alimentos em finas partículas.


4 - Come-se grande variedade de coisas na mesma refeição


Aqui devemos ter em atenção o que se referiu no 1º ponto, compreendendo-se assim , como é prejudicial absorver na mesma refeição alimentos que vão ficar no estômago de 1 a 8 horas. A longo prazo um estômago que seja obrigado a suportar um trabalho tão esgotante, não poderá segregar os sucos gástricos necessários. Portanto, os alimentos não podem ficar suficientemente "tratados", ficando a fermentar durante mais tempo, em virtude da falta de sucos digestivos. Cria-se assim um terreno propício a possíveis doenças do estômago.


5 - Comem-se alimentos muito cozidos, fritos ou assados

Cozer, fritar ou assar muito os alimentos, é tirar-lhe e destruir-lhe as vitaminas, proteínas, fermentos ou enzimas, assim como a redução dos teores de sais minerais ou da frescura dos vegetais, devido a processos de fotosíntese.

A perda em valor nutritivo é algo de constante quando se cozinha. Todo o tratamento pelo lume equivale a um empobrecimento de alimentos preciosos e de alimentos vitais primitivos. Quando é aconselhável preparar os alimentos através do calor, como, por exemplo, as batatas ou os produtos à base de cereais, torna-se necessário prepará-los antecipadamente, tal como cozer as batatas com pele ( já que as matérias minerais, a vitamina c e os prótidos encontram-se directamente na própria pele ), os cereais , atrvés de uma ligeira fervura.

6 - Come-se um excesso de proteínas de origem animal e matérias gordas



A albumina, ou seja, as proteínas e os seus ácidos aminados, constituem uma necessidade para o corpo humano, mas em nenhum caso as proteínas deverão ser exclusivamente de origem animal.

Dos 26 ácidos aminados que constituem a albumina animal, o homem apenas utiliza 11. Os outros, são fabricados através de processos próprios da condição humana. A quantidade necessária para as suas actividades diárias é de 30 a 40 gramas e pode obtê-las a partir das proteínas das plantas e ocasionalmente as contidas no leite, no queijo e outros produtos derivados do leite.

Todo o excesso da quantidade anterior indicada, irá provocar uma obstrução da circulação vascular e sobrecarregar o fígado, acarretando, igualmente, uma inútil hipertermia do organismo, para já não citarmos a formação de produtos tóxicos ao nível dos intestinos.

Quanto às matérias gordas, o mais significativo prende-se com dificuldades na circulação sanguínea e na fadiga do coração.


7 - Comem-se poucos alimentos frescos

Todos sabemos o valor biológico e nutritivo dos alimentos comidos frescos.
Com a evolução da humanidade, e a uma vida diária cada vez mais ocupada a que somos obrigados, os produtos enlatados e congelados fazem parte da nossa alimentação, não nos dando por vezes qualquer valor alimentar.
Optar pela fruta, legumes, cereais, será o caminho mais correcto.

É um grande erro, acreditar que um lanche ou um pequeno almoço rico e abundante, capaz de encher o estômago, constitui factor fundamental para qualquer atleta ficar apto a melhorar o seu rendimento desportivo.

TEMPO DE DIGESTÃO DE ALGUNS ALIMENTOS

SORVETE DE FRUTAS:   5 MINUTOS.

PRATO DE SOPA:   1 HORA.

COPO DE LEITE:   1 HORA E MEIA.

PRATO DE MACARRONADA:   2 HORAS.

SALADA VERDE:   2 HORAS.

FILÉ DE CARNE VERMELHA:   2 HORAS.

COPO DE REFRIGERANTE:   2 HORAS.

PORÇÃO DE PEIXE:   2 HORAS.

FATIA DE TORTA DE MORANGO:   2 HORAS.

MÉDIA E PÃO COM MANTEIGA:   3 HORAS.

ARROZ, FEIJÃO E CARNE:   3 HORAS.

HAMBÚRGUER:   3 A 4 HORAS.

PORÇÃO DE LINGÜIÇA:   6 HORAS.

PRATO DE FEIJOADA:   6 A 8 HORAS.

PORÇÃO DE BACON:   12 HORAS.

Achei muito interessante....

BARRINHAS DE COCO, AMÊNDOAS E CHOCOLATE...


Massa:

-1 pacote de biscoito de chocolate sem recheio esmigalhado (220 g)
-1/2 xícara (chá) de manteiga ou margarina derretida
-1/4 de xícara (chá) de açúcar.

Recheio e cobertura:

-2 xícaras (chá) de coco fresco ralado grosso (250 g fresco ou 150 g seco)
-1 lata de leite condensado
-1/2 xícara (chá) de amêndoas picadas
-1 xícara (chá) de cobertura de chocolate meio amargo picada
-1 xícara (chá) de cobertura de chocolate ao leite picada

Preparo
Massa:

Aqueça o forno a 180°C. Em uma tigela média, misture bem o biscoito, a manteiga e o açúcar. Transfira a massa para uma assadeira de 28 cm x 18 cm, sem untar, e forre o fundo pressionando-a de maneira uniforme. Asse por dez minutos. Deixe esfriar.

Recheio:

Misture todos os ingredientes, menos o chocolate, e espalhe de maneira uniforme sobre a massa. Asse por mais 18 a 20 minutos ou até as bordas ficarem ligeiramente douradas. Retire do forno e deixe esfriar completamente. Em uma panela pequena, junte os dois tipos de chocolate e leve ao banho-maria para se derreter. Espalhe o chocolate derretido sobre o coco e leve à geladeira por quatro horas. Corte em pedaços e sirva na temperatura ambiente.






PIPOCA, PIPOCA, PIPOCA !!!! E nasce uma nova criatura...


Conhecida na América há mais de mil anos. Os primeiros europeus que chegaram ao continente descreveram a pipoca, desconhecida para eles, como um salgado à base de milho usado pelos índios tanto como alimento quanto como enfeite para o cabelo! Sementes de milho usadas para fazer pipoca foram encontradas por arqueólogos não só no Peru, como também no atual Estado de Utah, nos Estados Unidos, o que sugere que ela fazia parte da alimentação de vários povos americanos. Sabe-se, porém, que inicialmente os índios preparavam a pipoca com a espiga inteira sobre o fogo. Depois, eles passaram a colocar só os grãos sobre as brasas - até inventarem um método mais sofisticado: cozinhar o milho numa panela de barro com areia quente. O princípio é sempre o mesmo: fazer o grão de milho explodir.

O interior do grão está cheio de água, que, sob calor intenso, se expande até fazê-lo explodir. Popular no mundo inteiro, a pipoca contém alta quantidade de proteína, além de sais minerais importantes para a nutrição, como ferro e cálcio.

A "explosão" de um grão de pipoca quando aquecido é o resultado da combinação de 3 características:


O interior do grão (endosperma) contém, além do amido, cerca de 14% de água.
O endosperma é um excelente condutor de calor.
O exterior do grão (pericarpo) apresenta grande resistência mecânica e raramente possui falhas (rachaduras).

Quando aquecido intensamente, a água no endosperma sofre vaporização, criando uma grande pressão dentro do grão. O pericarpo atua como uma panela de pressão, evitando a saída do vapor de água até que uma certa pressão limite seja atingida. Neste ponto, ocorrem duas coisas: o grão explode, com som característico (pop!) e o amido do endosperma incha abruptamente, criando aquela textura macia.


Achei este texto maravilhoso e achei que gostariam de conhecer também.
 
“Você já estourou pipoca? Se já o fez, deve ter observado a *bela transformação do milho duro em pipoca macia*. Imagine o milho, fechado dentro da panela, sentindo cada vez mais o ambiente ficar quente. Deve pensar que a sua hora chegou: vai morrer.

Dentro de sua casca dura, fechado em si mesmo, ele não pode imaginar a transformação que está sendo preparada. *Imaginar aquilo de que é capaz.* Aí, sem aviso prévio, pelo poder do fogo, a transformação acontece e ele aparece como uma outra coisa, completamente diferente: *pipoca macia*.

*Podemos nos comparar ao milho de pipoca*. *Somos muitas vezes criaturas duras, insensíveis, incompreensíveis*. Tantas vezes, com uma visão distorcida da vida, sem valores reais. Também sofremos transformações quando passamos pelo fogo. É a dor. São situações que nunca imaginamos vivenciar. Pode ser um fogo de dentro, cuja causa demoramos a descobrir e que nos atormenta um largo tempo: medo, ansiedade, depressão, pânico.

Quem não passa pelo fogo fica do mesmo jeito a vida inteira. São pessoas de uma indiferença e uma dureza assobrosa. Só que elas não percebem. Acham que o seu jeito de ser está ótimo. Por outro lado, existem pessoas que, por mais que o fogo esquente, se recusam a mudar. Acham que não pode existir nada mais maravilhoso do que o jeito delas serem. A sua presunção e o medo são a dura casca que não estoura. Essas podem ser comparadas ao piruá: aquele milho de pipoca
que se recusa a estourar e fica no fundo da panela, depois do alegre estouro da pipoca.

*Ser piruá ou pipoca estourada, eis uma opção*.
*Aquele que deseja ser felize fazer os outros felizes aceitam as lições das dores, tornando-se
mais afáveis, gentis no trato, ponderados no falar*. Aprendem a usar aempatia, a fim de compreender as dores alheias.Jesus realizou seus labores juntos aos sofredores de todas os matizes.Com Ele, todo e qualquer sofrimento terá remédio. Os sofredores encontrarão o necessário amparo e a vida de todos terá a luz e o rumo dos quais precisamos para a completa felicidade dos dias futuros.”



Texto do Dr. J. Moreira

BOLINHA DE MANDIOQUINHA COM QUEIJO


Ingredientes

-500g de mandioquinha cozinha e passada no espremedor
-1 ovo
-1 colher (sopa) de margarina
-Sal a gosto
-1/2 xícara (chá) de farinha de trigo
-150g de mussarela cortada em cubos
-2 ovos batidos

-Farinha de rosca para empanar
-Óleo para fritar

Preparo

Em uma tigela, misture a mandioquinha, o ovo, a margarina, o sal, a farinha de trigo e trabalhe a massa até soltar das mãos. Faça bolinhas e recheie com cubos de mussarela. Passe no ovo batido e na farinha de rosca. Deixe na geladeira por uma hora. Frite no óleo quente até dourar. Sirva em seguida.

Obs: Mandioquinha é o mesmo que batata baroa.

TAÇA DE BANANA COM BRIGADEIRO BRANCO !!


Ingredientes

-10 bananas nanicas maduras
-2 xícaras (chá) de açúcar
-Sumo de 1/2 limão.

Brigadeiro:

-2 latas de leite condensado
-1 xícara (chá) de leite
-2 colheres (sopa) de margarina.

Cobertura:

2 latas de creme de leite sem soro


Preparo:

Em uma panela, doure o açúcar, acrescente as bananas cortadas em rodelas e o sumo do limão.
Cozinhe no fogo brando, mexendo sempre até a banana desmanchar. Deixe esfriar e reserve.

Brigadeiro: Em uma panela, coloque o leite condensado, o leite e a margarina.
Leve ao fogo brando e mexa até começar a desgrudar do fundo da panela.
Em potinhos individuais, coloque até a metade o doce de banana, complete com o brigadeiro e por cima distribua o creme de leite.

BOLO DE NOZES super fofo !!

Ingredientes
-150 g de manteiga em temperatura ambiente
-1 xícara (chá) de açúcar
-3 ovos (claras e gemas separadas)
-2 colheres (chá) de raspas de casca de laranja
-1/2 xícara (chá) de suco de laranja
-1/2 xícara (chá) de farinha de rosca
-1 xícara (chá) de farinha de trigo
-1 colher (sobremesa) de fermento em pó
-1 xícara (chá) de nozes trituradas
-1 maçã ralada


Recheio e cobertura:

-1 caixinha de creme de leite
-1 lata de doce de leite (400 g)
-1 xícara (chá) de nozes trituradas

Preparo

Na batedeira, bata a manteiga, o açúcar e as gemas. Acrescente as raspas e o suco de laranja.
Sem parar de bater, junte a farinha de rosca e a farinha de trigo. Retire da batedeira, misture o fermento em pó, as nozes e a maçã ralada.
Bata as claras em neve e incorpore à massa misturando delicadamente. Coloque a massa em uma assadeira de 22 cm de diâmetro untada e enfarinhada e leve ao forno preaquecido por aproximadamente 40 minutos. Deixe esfriar e desenforme.

 Recheio e Cobertura: Na batedeira, bata o creme de leite e o doce de leite. Misture as nozes e reserve. Corte o bolo em três partes, recheie e cubra. Decore a gosto.

14 de jul de 2010

AMADA COCA-COLA


Toda a  tragetória da bebida mais famosa do mundo contada pelo fabricante.


1886 - 1892

Em 1886, enquanto a Estátua da Liberdade é erguida em Nova Iorque, John Pemberton, um farmacêutico de Atlanta, cria uma bebida que se tornaria outro grande símbolo americano. Assim como outros inventos que entraram para a história, a criação de Pemberton é motivada pela curiosidade. O farmacêutico, que adorava manipular fórmulas medicinais, ao pesquisar a cura para dores de cabeça faz uma mistura líquida de cor caramelo. Leva a mistura para uma farmácia, a Jacob''''''''''''''''''''''''''''''''s Pharmacy, onde o xarope, misturado à água carbonatada (gasosa), é oferecido aos clientes, que consideram a bebida muito especial. A farmácia coloca o copo do produto à venda por US$ 0,05. Frank Robinson, contador de Pemberton, batiza a bebida de Coca-Cola, escrevendo o nome em sua própria caligrafia. Desde então, o nome Coca-Cola é escrito da mesma maneira. E a data oficial de nascimento da Coca-Cola fica sendo 8 de maio de 1886 - data em que foi lançada na Jacob''''''''''''''''''''''''''''''''s Pharmacy. Nos primeiros anos são vendidos aproximadamente 9 copos (237 ml) de Coca-Cola por dia. Um século depois, a empresa The Coca-Cola Company já havia produzido mais de 38 bilhões de litros apenas do xarope. Infelizmente, Pemberton era mais um inventor do que homem de negócios. Sem ter idéia de que inventara um produto que viria a ser um sucesso mundial, em 1891, ele vende a empresa para Asa Griggs Candler, por aproximadamente US$ 2.300,00. Candler torna-se o primeiro presidente da companhia e o primeiro a dar real visibilidade ao negócio e à marca.

1893 - 1904

Asa Candler, um vendedor nato, transforma a Coca-Cola, de uma simples invenção, em um grande negócio. Ele acha formas criativas e brilhantes de apresentar a nova bebida: distribui cupons para incentivar as pessoas a experimentarem o produto e abastece os farmacêuticos com relógios, balanças e calendários com a marca Coca-Cola. A promoção agressiva funciona: a marca Coca-Cola está em todos os lugares. Até 1895, Candler já havia construído fábricas em Chicago, Dallas e Los Angeles.

A popularidade do refrigerante exige novas formas de apresentação que permitam a mais pessoas apreciá-lo. Em 1894, Joseph Biedenharn, um comerciante do Mississipi, coloca a bebida em garrafa e a oferece a Candler, que não fica muito entusiasmado com a novidade. Apesar de ser um homem de negócios inovador e brilhante, ele não podia imaginar, na época, que o segredo do sucesso da Coca-Cola estaria em garrafas portáteis que os consumidores pudessem levar a qualquer lugar. Tanto que cinco anos depois, em 1899, por apenas um dólar - U$ 1,00 - vende os direitos de exclusividade para engarrafar e comercializar a bebida aos advogados Benjamin F. Thomas e Joseph B. Whitehead.

 
1905 - 1918

A imitação pode ser a forma mais explícita de se demonstrar admiração. Mas a Coca-Cola Company não fica satisfeita com a proliferação de bebidas similares à sua, na esteira do sucesso de seu refrigerante. É um grande produto e uma grande marca: devem ser protegidos. São elaboradas propagandas dando ênfase à autenticidade da Coca-Cola, sugerindo aos consumidores que exijam o legítimo e não aceitem nenhum substituto. A empresa também decide criar um novo formato de garrafa para dar aos consumidores maiores garantias de estarem tomando a Coca-Cola original. Em 1916, a Root Glass Company, uma empresa de Indiana, inicia a fabricação da famosa garrafa contour que, em 1961 ganharia a condição legal de "marca registrada" exclusiva da Coca-Cola - uma honra conferida a poucas embalagens. A embalagem é escolhida por causa de sua aparência atrativa, design original e pelo fato de, mesmo no escuro ou de olhos vendados, o consumidor poder identificar o produto. A Coca-Cola Company cresce rapidamente e se expande por todo os Estados Unidos, atravessa as fronteiras e seus produtos chegam a Cuba, Porto Rico, França e outros países. Em 1900, existiam apenas dois fabricantes (empresas engarrafadoras pois produção do extrato exclusiva da The Coca-Cola Company, a única que detém a fórmula). Em 1920 eles já são cerca de 1.000.

A garrafa contour:

A famosa garrafa contour, embalagem de vidro de 237 ml da Coca-Cola, foi lançada em1916. Mas é uma celebridade até hoje por simbolizar a autenticidade de Coca-Cola com o seu formato mundialmente identificado como marca registrada do centenário refrigerante: ela cabe perfeitamente na mão, faz um som único quando é aberta e oferece um sabor e refrescância que só podem ser de Coca-Cola. O desenho curvilíneo da garrafa contour foi baseado em um conceito original sugerido pelo soprador de vidro sueco, Alexander Samuelson, funcionário da Root Glass Company, de Indiana. A idéia era criar uma garrafa única e especial, que pudesse ser instantaneamente reconhecida até mesmo no escuro. O conceito da garrafa foi proposto em 1913 e patenteado no United States Patent Office em 16 de novembro de 1915. A garrafa foi colocada em uso em 1916, com algumas modificações. E devido às suas curvas, foi apelidada de Mae West, famosa atriz de cinema, conhecida na época por sua sensualidade. Entre 1951 e 1960, a garrafa passou a ser protegida pela Lei de Direitos Comuns como um símbolo de identificação da Coca-Cola. Em 1960, o U.S. Patent and Trademark Office concedeu à garrafa o status legal de "Marca Registrada", uma honra conferida a poucas embalagens.

1919 - 1940

Ninguém talvez tenha causado tanto impacto na Coca-Cola Company como Robert Woodruff. Seu pai compra a empresa de Candler em 1918 e Robert assume a presidência cinco anos depois. Foi Candler quem introduz a Coca-Cola no mercado americano. Mas é Woodruff quem consolida a marca e a liderança da Coca-Cola em todo o mundo, durante os 60 anos em que ficou no comando da empresa. Gênio do marketing, ele vê muitas oportunidades de expansão, conquistando novos mercados com campanhas inovadoras: a Coca-Cola viaja com a equipe americana para a Olimpíada de Amsterdã (em 1928), sua logo é estampada nos trenós de corridas de cachorro no Canadá e nas paredes das arenas de touros, na Espanha. Ele alavanca o desenvolvimento e a distribuição dos produtos através da embalagem six-pack, das geladeiras horizontais e outras inovações que tornam a Coca-Cola ainda mais fácil de ser apreciada. Quando fica explícita a preferência das donas de casa pelas embalagens six-pack, a empresa envia mulheres de porta em porta para instalar gratuitamente um abridor de parede com a marca Coca-Cola. Esse é exatamente o tipo de pensamento que norteia a liderança de Woodruff. E o que faz da Coca-Cola não só um grande sucesso mas parte da vida das pessoas.


1941 - 1959


Em 1941, os Estados Unidos entram na Segunda Guerra Mundial, enviando milhares de homens e mulheres para as frentes de combate. A Coca-Cola acompanha esses combatentes pois Woodruff determina que a

Coca-Cola seja vendida a US$ 0,05 para todo combatente norte-americano onde quer que esteja - em qualquer parte do mundo! -, não importando o quanto isso custe à empresa. Durante a guerra os europeus experimentam a bebida. Quando a paz volta a reinar, a Coca-Cola já tem muitos negócios fora de seu território. A visão de Woodruff, de que uma Coca-Cola deve estar sempre ao alcance das pessoas, vai se tornando uma realidade. De meados da década de 40 até 1960, praticamente dobra o número de países com operação de envasamento. O período pós-guerra nos Estados Unidos é marcado pelo otimismo e a prosperidade. A Coca-Cola é parte de um estilo de vida alegre, despojado. E as imagens de suas propagandas - casais felizes, mães despreocupadas dirigindo carros conversíveis - são um bom exemplo do espírito da época.


1960 - 1981

Depois de 75 anos de sucesso absoluto com a marca Coca-Cola, a empresa decide expandir seus negócios, lançando novos produtos: Sprite (1961), TAB (1963) e Fresca (1966). A presença da companhia no mundo cresce rapidamente. A propaganda, que sempre foi uma parte muito importante do negócio, torna-se a alma do negócio nos anos 70, refletindo perfeita sintonia da marca com a alegria de viver e a liberdade. O apelo internacional da Coca-Cola é concretizado em um comercial de 1971 no qual um grupo de jovens, de todas as partes do mundo, se junta no pico de uma montanha na Itália para cantar "I''''''''''''''''''''''''''''''''d Like to Buy the World a Coke" ( em tradução livre, significa "Eu Gostaria de Comprar uma Coca-Cola para o Mundo" ). Em 1978, a Coca-Cola Company é a única empresa a ter permissão de vender refrigerantes na República da China.


1982 - 1989

Os anos 80 - época em que se inicia o chamado "culto ao corpo"- foram anos de mudanças e transformações na Coca-Cola Company. Em 1981, o cubano Roberto C. Goizueta, que deixara seu país em 1961 após a revolução, torna-se CEO da companhia. Ele faz uma revisão da estratégia da empresa, adotando o que chama de "assumir riscos de forma inteligente". E ainda organiza as inúmeras fábricas engarrafadoras dos Estados Unidos em uma única empresa - Coca-Cola Enterprises Inc. Ele também lança a Diet Coke que, em 2 anos, torna-se a bebida de baixa caloria mais conhecida do mundo e a segunda de maior sucesso depois da Coca-Cola. Outra iniciativa de Goizueta é a mudança do sabor da Coca-Cola, em 1985, a primeira alteração na fórmula em 99 anos. Na fase de testes, as pessoas demonstram gostar muito do novo sabor. No mundo real isso não acontece, pois há uma relação emocional muito forte com a fórmula original. Os consumidores pedem o retorno da antiga fórmula. Não faltam críticas dizendo que foi o maior erro de marketing da história. Mas Goizueta tem o poder de transformar "limão em limonada". A fórmula original retorna ao mercado como Coca-Cola Classic e o produto começa a aumentar a liderança em relação à concorrência - mantendo essa liderança até os dias de hoje.


1990 - 1999

Os anos 90 foram uma década de crescimento contínuo para a Coca-Cola Company. A longa associação da Empresa com os esportes fica ainda mais fortalecida com o apoio a alguns dos principais eventos esportivos mundiais, como os Jogos Olímpicos e a Copa do Mundo de Futebol. Em 1993, é lançada a campanha "Always Coca-Cola" e, em seguida, surge pela primeira vez na propaganda do produto o simpático urso polar. Novos mercados se abrem quando a Coca-Cola passa a ser vendida na Alemanha Oriental, em 1990, e retorna à Índia, em 1993. A empresa também passa a atuar em outros segmentos do mercado de bebidas e intensifica a aquisição de importantes marcas presentes em vários países. Com uma linha de produtos em franca expansão e um consumo diário crescente, a Coca-Cola é uma empresa que não se acomoda e enxerga em cada esquina uma nova oportunidade de crescimento.


2000 até hoje

Em 1886, a Coca-Cola surgia como um sabor refrescante único em uma pequena farmácia de Atlanta. Em seu segundo século de existência, associada a momentos mágicos e especiais, a Coca-Cola tem agora a missão de levar sua magia para todo o planeta. Com aproximadamente 400 marcas presentes em mais de 200 países, a Coca-Cola tem consumidores nos mais remotos cantos do planeta. Em qualquer parte do mundo, você será capaz de achar uma Coca-Cola. Em mais de um século de existência, a Coca-Cola tornou-se parte de vida de bilhões de pessoas em todo o planeta.